/ Posts por Carla Pietra

A Olimpíada do Conhecimento é a maior competição de educação profissional das Américas. Realizado pelo SENAI e o Serviço Social da Indústria (SESI), o torneio ocorre de dois em dois anos em diferentes cidades do país. Neste ano, a Olimpíada reuniu 1.200 competidores de todo o país, na área externa do Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, entre os dias 9 e 13 de novembro

A imagem acima é do SENAI Brasil Fashion (que a final aconteceu na olimpíada) é um projeto do SENAI CETIQT que tem como objetivo revelar novos talentos, unindo estudantes do SENAI a grandes especialistas em moda. Após selecionar alunos de diferentes estados por meio de edital, eles recebem orientações de estilistas sobre todas as etapas de desenvolvimento de uma coleção – desde o conceito criativo até a confecção das roupas. Aqui tem o vídeo.

Mas voltando para a Olimpíada, entre as diversas áreas profissionais que participaram do evento, a de moda e criatividade é o que nos interessa (até porque tive a oportunidade de participar do projeto embaixador desse setor).
Como todo desafio tem seus critérios, aqui não poderia ser diferente. E o que me chamou a atenção foi a preocupação com a inclusão e a questão do reuso. Como fala Ariadne Sakkis:
Em moda, tudo se cria e, claro, tudo se transforma. Nesta edição da Olimpíada do Conhecimento 2016, os estudantes de tecnologia em moda terão de provar que são capazes de aplicar suas habilidades para desenvolver peças multifuncionais, coleções completas para uma família e também para bichos de estimação. Todas fabricadas com roupas usadas

O nosso papel como embaixador era criar um projeto com esses critérios e interagir com o público. Assim criamos a Coleção Cápsula. (Com a equipe mais maravilhosa de professores: Morgana, Silmara e Eduardo. E com as alunas Barbara, Flávia e Simone que cuidaram da parte de modelagem, corte, costura e criação das peças (já que a pessoa aqui não sabe fazer isso))

O significado do verbete cápsula, que de acordo com o dicionário Priberam (web), é pequeno recipiente capaz de abrigar sementes, medicamentos, entre outros, ou seja, componentes que contribuem para melhoria de diversas situações. Neste contexto, a coleção Cápsula, prevê a entrega de pequenas coleções que contribuam para a melhoria de questões de interesse social. O projeto prevê relacionar a moda com propósitos de inclusão, preservação e saúde.

Nisso criei a logo do projeto englobando os três eixos propostos.

LOGO CÁPSULA
O stand foi projetado com base no upcycling com a utilização de andaimes e flores de papel de revista velhas. O high low do visual industrial do ferro com as folhagens criou a harmônia proposta. As roupas expostas passam por roupas para pets (utilizando calças jeans usadas), roupas para cadeirante e para pessoas com sobre peso, até roupas multifuncionais (moletom que se transforma em mochila e outro que se transforma em bolsa canguru para carregar baby como por exemplo) com a utilização da impressão 3d, incluindo a tecnologia.

PROJETO

Mas projeto a parte, tudo isso só me fez pensar que cada vez mais as pessoas estão preocupada com a moda e o propósito que superam o simples ato de se vestir (claro que falta muito ainda, porém já ta sendo um começo). Ver um evento tão grandioso e além disso criado por instituições com base industrial preocupados em mostrar pras 118 mil pessoas que foram la prestigiar a competição que moda não é só luxo, mas sim que temos uma preocupação social, econômica e política.

Espero que tenham gostado, no meu Behance tem mais sobre o projeto. E se alguém foi la em Brasília me conte como foi.

Produtora de moda, 18 anos, catarinense, vegetariana, apaixonada pela vida e amante da arte.

Como falar de cachecol e não lembrar do mais famoso e marcante uniforme de Hogwarts??? (desculpa, não me segurei).
Vários tecidos, cores e estampas ele é um assessório super atemporal e faz total diferença em um look (além de nos deixar aquecidos no friozinho). Cachecóis são peças tão versáteis que qualquer “enrolação” diferente já fica com uma cara nova. Vale a pena investir em um.

GOLA
As maxi golas são aqueles cachecóis em formato de circulo que dependendo do tamanho da pra dar muitas voltas pelo pescoço. Nesse look a maxi gola é literalmente maxi fazendo um volume super legal. (Esse look é aqueles que a gente não sabe se tá muito frio ou se ta mais ou menos, mas enfim…) O vestido (peça de verão marcando presença nos looks invernudos) com um tecido mais leve equilibra a rigidez das peças de inverno. O casaco na cor caramelo que é total trend nessa temporada. Meia calça um tanto quanto fina e nos pés o clássico allstar que fica bem com tudo.

ENROLA O CACHECOL 5 FORMAS DE USAR - CAOS ARRUMADO

Como Max gola o cachecol pode ficar ainda mais lindo

FORA DO PESCOÇO
No post da bandada eu já tinha colocado um exemplo do acessório fora do pescoço, mas ai eu achei essa imagem maravilhosa e fiz questão de colocar aqui. Truque de stylist para dar cor e movimento à produção.O legal é que da pra fazer de vários jeitos, como cinto, só jogadinho (como da foto) e da pra brincar com diferentes tipos de nós. O jeans e a blusa super anos 90, amei.

ENROLA O CACHECOL 5 FORMAS DE USAR CAOS ARRUMADO

Apostar em um estilo mais leve como lenço também é uma boa saida.

SOBRE OS OMBROS
O cachecol sobre os ombros de forma assimétrica deu um ar mais cool ao look (além de dar uma esquentada ali na região) Além do cachecol, a jaqueta de franjas deu um up a mais. Referência da década de 70, o óculos redondo super característico, a calça com uma releitura contemporânea das famosas “boca de sino” da época hippie e as franjas pra completar.

ENROLA O CACHECOL 5 FORMAS DE USAR

Usar como um poncho é estiloso

SEM MUITO SEGREDO
Essa forma literalmente é sem muito segredo. É tipo “to atrasada mas quero algo a mais”. Por ser simples não significa que essa forma não tenha seu charme, muito pelo contrário. No primeiro look o lenço é grande e tem um acabamento meio destroy, o que proporcionou um visual mais despojado. Já no look da Olsen o lenço passa uma sensação mais sofisticada e com a blusa rolou um mix de estampas interessante.

ENROLA O CACHECOL 5 FORMAS DE USAR

Estampas mais estampas <3

O DIFERENTÃO
Deixa o look super diferente e da uma cara de ryca e phyna. O cinto prendendo o cachecol deixa a silhueta marcada. O legal é que da pra trocar o cinto ou o cachecol e já deixa tudo distinto. Além dos cachecóis mais grossos da pra fazer com os lenços para um resultado mais suave. No primeiro look ela preferiu peças pretas e só o cachecol com cor e estampa, mas podemos ver que isso não é uma regra, no segundo temos jeans e uma blusa listrada pra compor a produção.

ENROLA O CACHECOL 5 FORMAS DE USAR CAOS ARRUMADO

O poncho vira colete, se joga

Me conta se você usa alguma dessas formas!

AH APROVEITA E PARTICIPA DA PESQUISA DO AMO CLICANDO AQUI 

E pra ficar estar por dentro de TUDO fique por dentro das redes sociais do CAOS:
fanpage instagram @fialhogi – google + – bloglovin  

Produtora de moda, 18 anos, catarinense, vegetariana, apaixonada pela vida e amante da arte.

Nessa vibe do consumo consciente, cada vez mais vem surgindo novos termos e formas para aproveitar melhor essa moda maravilhosa que temos. O ARMÁRIO-CÁPSULA (capsule wardrobe) segundo a Thais Godinho do Vida Organizada, basicamente é “escolher uma quantidade limitada de peças para viver durante um tempo, sem comprar nada novo (ou com moderação), apenas promovendo combinações com as peças selecionadas

“No entanto, a questão não é apenas doar tudo aquilo que não usamos e manter uma quantidade mínima viável, mas saber o que manter e também o que adquirir para que possa haver uma maior possibilidade de combinações. Às vezes, uma única peça pode ser a chave para várias combinações diferentes.”(Camile Carvalho)

 photo style-capsule-wardrobe-sightseeing-brunch-today-150726-gif_d00787ab3f613605dc46459ed47992d1_zpssqun4el2.gif

Pode não parecer, mas existe vários benefícios sobre o tal armário-capsula, como por exemplo: aprimorar os espaços no seu armário; usar as peças que ama (sim, a maioria já faz isso, mas aposto que você está cheio de peças que nem usa); “não sei o que vestir” essa expressão vai ser dificilmente citada novamente e é claro que além disso tudo você irá aproveitar ao máximo o que você já tem, consequentemente vai economizar seu money (na mesma lógica do SLOW FASHION)

Você que quer tentar? temos algumas dicas (mas todo mundo é livre para fazer do seu jeitinho):
* Limite seu guarda-roupa: cerca de 30-40 itens contando todo tipo de peça (roupas, sapatos, acessórios, vestuário fitness e roupas para ocasiões especiais).
*Organize para a temporada: Essa é umas das variações que surgiram sobre o armário-capsula, organização por estações.
*Escute a Ana: “Uma proporção que usamos em consultoria é a de: 5 partes de cima para uma parte de baixo, com isso definimos quando uma peça entra ou sai do armário. Praticamente tudo que você tem no armário tem que ser coordenável entre si”
*Autoconhecimento: Você sabe seu estilo melhor que qualquer pessoa. A organização nada mais é que um exercício de auto-conhecimento.

Caroline Rector chegou a um número de 37 peças.
 photo mulher_zpsyopwx95x.jpg

Você consegue viver com poucas peças se elas forem as escolhas certas. E viver com poucas peças não significa ter um estilo minimalista usando só preto e branco. Cores, estampas e texturas podem muito bem fazer parte do seu armário cápsula, vai de cada um fazer escolhas que mais lhe agrada.

AH APROVEITA E PARTICIPA DA PESQUISA DO AMO CLICANDO AQUI 

E pra ficar estar por dentro de TUDO fique por dentro das redes sociais do CAOS:
fanpage instagram @fialhogi – google + – bloglovin  

Produtora de moda, 18 anos, catarinense, vegetariana, apaixonada pela vida e amante da arte.
Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com