Tipo de cabelo: Qual é o seu e como cuidar?

inventando moda & carimbando passaportes

CABELO

Tipo de cabelo: Qual é o seu e como cuidar?

, por fialhogi

É muito importante saber o tipo de cabelo que tem, só dessa forma terá autonomia total para zelar melhor das suas madeixas, com resultados realmente eficazes.

Já compartilhei em outros artigos a importância do tricólogo e da tricologia na nossa vida, o quão eles podem ajudar e direcionar nos cuidados, porque cada cabelo é único e merece uma atenção exclusiva.

VOCÊ VAI GOSTAR DE LER – TRICOLOGIA – ENTENDENDO NOSSO FIO DE CABELO

Mas se cada cabelo é único como que é existe tipologias para isso? Calma pequeno gafanhoto, essa foi a forma mais fácil de informar. Mas o seu cabelo pode ser um misto de dois tipos somados a outros detalhes como: couro cabeludo oleoso, descoloração, etc.

O importante é conseguir identificar e com isso trabalhar melhor nos cuidados com seus cabelos, por isso o americano André Walker desenvolveu uma classificação com base na textura dos fios, para facilitar o reconhecimento.

Basicamente ele divide em 4 grandes grupos e para cada grupo existem mais 3 subdivisões. Ele considera vários pontos: espessura, tamanho do cacho, textura. Tudo isso!

Democratizar esse tipo de conteúdo auxilia na autonomia com os cuidados, como já disse, assim alinhado com os profissionais os resultados serão mais eficazes. Ninguém melhor que você para saber o que seu cabelo precisa, além de não ficar mais dependente de promessas de produtos e empresas.

Por isso para cada tipo de cabelo vou indicar um extrato vegetal ou óleos vegetais como aditivo, a fim de dar ao produto um efeito benéfico e para remediar situações anormais do cabelo e do couro cabeludo (anticaspa, antiqueda, etc.).

TIPO 1 – LISOS

CAOS ARRUMADO - TIPO DE CABELO - TIPOS DE CABELO - CUIDADOS - GUIA

Cabelos do tipo 1 costumam ser lisos da raiz até as pontas, sem nenhuma ondulação, variando apenas da grossura do fio.

Outro detalhe importante é que justamente por ser liso sem curvaturas costumam ser levemente mais oleosos, por isso é importante evitar ao máximo o uso de produtos com silicone que tendem a “pesar” mais o fio.

1A – Liso “escorrido” seus fios são muito finos e não seguram nada, as vezes nem a chuquinha. Aqui é importante lembrar o uso de linhas que deem um pouco mais de volume e movimento e tragam ativos de uma limpeza mais “refrescante” com uma limpeza profunda porem delicada, evitando que a oleosidade se acumule e se transforme em caspa.

Recomendo: Achillea millefolium ou Melaleuca. Os extratos têm ação estimulante no couro cabeludo, promovem a circulação sanguínea para os benefícios da saúde e do crescimento capilar.

1B – Liso mediano, seu fio é levemente mais grosso e um pouco mais encorpado. Os cuidados são sempre muitos próximos com o do liso 1A, variando mesmo pela quantidade de cabelo de cada um.

Recomendo: Polygonum bistorta ou Matricaria Camomilla. Os extratos notoriamente úteis exploram o efeito calmante, o anti-avermelhamento, são úteis no tratamento de cabelos oleosos e couro cabeludo seborreico.

1C – Liso pesadão, seu fio é muito grosso ou seja: varias camadas de cutícula, o que o torna muito difícil de modelar. Apesar de se recomendar mais lavagens acontece o contrario.

Quanto mais você lavar (e ainda se utilizar shampoos agressivos) mais ira remover a camada de oleosidade responsável por proteger e manter o PH do couro cabeludo (não entendeu o que falei, leia um pouco mais aqui). Ou seja, seu corpo vai produzir mais mantelo lipídico e assim entrara em um looping infinito.

Recomendo: Coclearia officinalis ou Hedera helix. Ambas podem ser utilizadas para regular a excessiva secreção sebácea, efeito estimulante, loções adstringentes para cabelos oleosos, a fim de energizar o efeito e dar origem a xampus definidos como revitalizantes ação anti caspa e controle de PH.

TIPO 2 – ONDULADOS

CAOS ARRUMADO - TIPO DE CABELO - TIPOS DE CABELO - CUIDADOS - GUIA

Esse tipo de cabelo costuma ter a raiz lisa e ondulações mais evidentes em formato de S nas pontas.

2A – Mais liso que ondulado também possui um fio muito fino, apesar de não ter muito volume ele tem movimento suficiente para ser mais soltinho.

Os cuidados são sempre no couro cabeludo, apesar de manter uma boa hidratação, tendem sempre a ser mais oleosos e para não perder a leve ondulação é bom ficar de olho na textura dos produtos que utiliza.

Recomendo: Panax ginseng. Os extratos têm ação estimulante sobre o tecido, revigorando e revitalizando o metabolismo. Eles são usados como um suporte ativo válido para a produção de produtos para o tratamento de cabelos e couro cabeludo.

2B – Ondulado definido. Seu cabelo é na maior parte reto nas raízes e cai em ondas mais definidas em forma de S a partir do meio do comprimento até as extremidades. É uma textura média com um pouco de frizz no ponto mais alto da cabeça.

Recomendo: Rosmatinus officinalis. Como o maior problema é o frizz talvez produtos como um sérum podem ajudar. O óleo essencial de alecrim (isso mesmo) tem efeito estimulante na raiz controlando melhor.

2C – Suas ondas são mais definidas mas a raiz ainda é levemente lisa. A própria textura do fio ainda é cilíndrica. Esta textura é tipicamente grossa e é propensa também ter frizz.

Recomendo: Nasturtium officinale. O extrato é utilizado por suas excelentes propriedades de limpeza e na preparação de loções tônicas para cabelos. A capacidade de estimular a circulação periférica garante que seu uso seja recomendado em cosméticos (tônicos, loções, anti frizz, etc.).

TIPO 3 – CACHEADOS

CAOS ARRUMADO - TIPO DE CABELO - TIPOS DE CABELO - CUIDADOS - GUIA

Nessa tipologia a curvatura do fio muda completamente iniciando já da raiz, geralmente tem uma combinação de texturas. Eles são definidos e elásticos, com mais altura e volume na raiz do que os tipos 1 e 2.

Outros detalhes como a estrutura do fio que começa a mudar deixando de ser cilíndrica para ser mais plana, como o macarrão taglarim, alem disso costumam refletir menos a luz e por isso parecem mais opacos.

Como todo cabelo cacheado o cuidado vai ser maior com relação à hidratação e brilho.

3A – Cachos grandes e soltos e espirais semelhantes em circunferência a um pedaço de giz grosso. Suas molinhas são finas e bem definidas mas um ótimo truque é girar pequenas seções de cachos ao redor do seu dedo enquanto o cabelo ainda está úmido para encorajar a definição.

Recomendo: Não é bem um extrato vegetal, no caso é Vinagre de Maça orgânico, cru e não filtrado. O ácido presente ajuda a fechar a cutícula do cabelo ajudando a refletir a luz e ficar mais brilhoso, alem de ajudar a desembaraçar.

VOCÊ VAI GOSTAR DE LER – ACESSÓRIOS BARATINHOS – ESTILO NÃO É CARO

3B – Cachinhos parafusos, um pouco mais largos e com o fio de uma textura media. São cachos elásticos e volumosos. O cabelo tipo 3b tende a ser grosso e denso.

Um pouco mais áspera que os demais, justo porque o fio esta cada vez mais achatado por isso precisa de ainda mais hidratação.

Recomendo: Óleo de coco. Ele é sem dúvidas o mais queridinho e muito versátil, composto por ácidos graxos e vitamina E, ajuda a definir o fio e diminuir o frizz.

3C – Cacho estreito, tende a ser muito denso como um saca-rolhas apertadas que são a circunferência de um lápis ou um canudo. Tipo 3c cabelo tende a experimentar o maior volume, mas também o maior encolhimento de cachos além de serem muito finos e frágeis.

Recomendo: Óleo de jojoba. Ele tem uma funcionalidade específica para cabelos fragilizados, secos ou danificados, ele ajuda na elasticidade além de manter por mais tempo a hidratação.

TIPO 4 – CRESPO

CAOS ARRUMADO - TIPO DE CABELO - TIPOS DE CABELO - CUIDADOS - GUIA

O tipo de cabelo 4 é o crespo fino e muito achatado, como uma folha de papel, também é muito rígido. O cabelo crespo pode parecer robusto, mas na verdade é a textura de cabelo mais frágil porque tem menos camadas de cutícula para protegê-lo do ressecamento. Suas principais preocupações são manter a umidade, evitar emaranhados e contrariar o encolhimento.

4A – O cabelo tipo 4A é um crespo muito encorpado, por isso mesmo molhado ele mantem a forma. Muito macio mas é preciso muito cuidado, porque ele deve se manter hidratado. A limpeza dos fios deve ser feita com muita cautela. O ideal é o método coo-wash ou shampoos secos ideias para o no-poo.

Recomendo: Caulinita. Presente na argila branca é natural e suave. Rica em sílica, ajuda a remover células mortas e secas da pele. Isso é para uma limpeza delicada mas eficaz do couro cabeludo.

4B – Cacho Z. Em vez de enrolar, esse tipo de cabelo se dobra em ângulos agudos como a letra Z. O cacho é mais apertado e menos definido com fios que variam de finos e finos a grossos.

Muito conhecidos por seus black powers, são muito volumosos. Um detalhe importante é que essa tipologia de cabelo precisa de uma limpeza mais profunda, pelo menos uma vez ao mês, por conta do acúmulo de produtos no cabelo que não saem com tanta facilidade.

Recomendo: Quercia (Quercusrobur). Uma ótima alternativa para shampoos de limpeza profunda que podem danificar o fio. A Quercia apresenta um efeito antisséptico, é usado como tônico do couro cabeludo.

4C – Semelhante a um 4B, mas com menos definição e mais encolhimento. A textura é como de uma fita, bem enrolada vária de super fina, fina e macia a dura e grossa. É muito delicado. É muito importante a selagem das cutículas desses fios.

Recomendo: Uso de óleos, não importa qual. Pode-se usar para umectar ou até mesmo na finalização.

Deixo aqui duas indicações de blogs que falam sobre cabelos crespos e cacheados: Cacheia e Beleza Interior ambas abordam o tema com muito mais propriedade e embasamento.

Sobre as referencias para criar esse artigo – Usei o site oficial do Andre Walker, o livro Beleza feita em casa e um estudo de cosmetologia da faculdade de Ferrara que tive acesso graças a minha professora.

As tipologias acima são validas para cabelos que não passaram por químicas transformadoras (como a progressiva). E possível ter mais de um tipo de cabelo junto, eu mesma sou exemplo que a parte superior é 2A enquanto a parte inferior é 2B/2C.

Espero muito ter ajudado, esse conteúdo foi difícil de fazer, porque é muita responsabilidade falar de cabelos e queria trazer algo realmente didático e com embasamento, por isso estudei muito.

Agora me conta qual é o seu tipo de cabelo?

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!