inventando moda & carimbando passaportes

COMO ME SINTO

O amor não é estático

, por fialhogi

Acho importante deixar claro para você que ainda amo aquele seu velho eu, mas acho que não gosto mais dele. Desculpe, mas é que o amor não é estático.

Eu mudei e você também, nos transformamos nas melhores versões que podemos ser, mesmo com todos os infortúnios, tudo na vida nos trouxe até aqui. E respeito quem éramos, mas fico contente que não somos mais os mesmos.

Eu agradeço e me sinto privilegiada de ter vivido tudo que vivi ao lado daquele seu velho eu, mas sei que nem você estava mais confortável naquela antiga pele.

A gente se adaptou e se remoldou, descobrimos que o amor não é estático, e que ele se transforma com a gente. Que o amor é como uma dança no salão. A gente começa meio tímido com alguns passinhos prontos, meio brega sem jeito, e depois de um pouco de ensaio sentimos que finalmente podemos confiar e saltar voando sobre a plateia finalizando em uma pirueta como a Baby em Dirty Dancing.

O amor não é estático

Tem um tantinho de mim em você, e um tanto de você em mim agora. Somos complexos e mutáveis, somos toda história que podemos escrever e escrevemos, juntos e separados.

Somos as series que prometemos ver juntos, mas quando sobra um tempo assistimos “Eu, a Patroa e as Crianças”. Somos uma gata dengosa e a responsabilidade de limpar a caixa de areia. Somos todas as sextas no sofá comendo pizza ou kebab. Somos as músicas que tocam na rádio e aumentamos o volume para cantarmos juntos.

Somos o frio na barriga do futuro e a insegurança de sempre tentar. Somos nossas mãos dadas na calçada, até eu pedir para você tirar uma foto. E se não fosse tudo isso, talvez não teria mais tanta graça.

Que bom que a gente ainda se reconhece no abraço no toque e no beijo, porque sabemos que não somos mais os mesmos. Somos nossos erros e vitórias, somos hoje, o conforto de amanhã e a certeza de ontem. Que dure pra sempre enquanto fizer sentido.

Eu te amo hoje, porque amo tudo que te trouxe até aqui, tudo no que se transformou, mantendo sempre sua essência.

Entendi que amor não era estático quando vi nossa relação crescendo e amadurecendo ao mesmo tempo que aprendemos mais sobre compreensão e cuidado. Que nunca nos falte e vontade de melhorar todos os dias. Mudamos buscando felicidade e satisfação

Não somos mais os mesmos e assim descobrimos que nosso amor não é estático e eu me apaixono todos os dias pelo seu novo você.

    Comente!

    Gi Fialho

    Comente este post!