MEU POVO BRASILEIRO E A CARIDADE DE ACOLHER - Caos Arrumado

inventando moda & carimbando passaportes

COMO ME SINTO

MEU POVO BRASILEIRO E A CARIDADE DE ACOLHER

, por fialhogi

Meu povo brasileiro, hospitalidade é uma palavra muito forte e engloba vários outros sentimentos e alguns deles é a compaixão, de se colocar no lugar do outro e a generosidade de ofertar sem pedir ou esperar nada em troca. Eu amo a Italia, mas hospitalidade não é seu ponto forte. Um país com uma cultura riquíssima e educação impecável não leva o premio de mais simpático.

Claro que não pretendia exagerar, excluo aqui meus poucos amigos, mas ate eles concordam comigo quando abro meu coração. Gaia sempre diz da forma mais italiana possível que o povo daqui (principalmente do norte) tem a “puzza sob o naso” que é algo como o nosso nariz empinado.
Queria dizer que é mentira, que a maioria não é metido, mas não é. Isso é uma das coisas que me reprimem a tomar a iniciativa e conversar com alguém. Como todo bom europeu, o povo daqui é muito reservado e com isso qualquer abraçado bem intencionado de alguém que vem da America do Sul pode ser confundido com uma invasão de espaço indelicada, indesejada e totalmente desnecessária. Claro que aqui entra uma parte cultural muito forte, não podemos culpar.

 photo 059921580990181470167746747327c6_zpsrb20lshg.jpg

A Ana Patricia do blog Viajando para a Italia escreveu o seguinte “No Brasil qual a bochecha que você da ao ser apresentado a alguém ou mesmo ao rever um amigo? A direita? Pois então, aqui é a esquerda! Mas vai explicar isso pro teu subconsciente que està acostumado hà tempos com o outro lado da bochecha”. Quero dizer com a citação é que: estamos tão acostumados a receber qualquer um tão bem, por que isso é o natural, que ficamos perdidos quando chegamos em terras estrangeiras e isso não acontece.

Nosso povo, o Brasileiro mesmo, esse que tem PHD em falar mau da propria cultura, que prioriza valorizar algo internacional que o produto próprio, que se esquece das entiquetas no churrasquinho da lage: tem algo maravilhoso dentro de si que não se encontra em lugar nenhum e também não pode-se comprar. Nosso povo é caloroso, nosso povo é gentil, nosso povo é hospitaleiro por caridade.

Todas as vezes que leio algo como “vou me mudar pros estados unidos” ou “aff se fosse na Europa estava melhor”, por infra estrutura pode ser sim, mas ninguém vai te tratar tao bem quanto ai. Sou grata a Italia, ela me recebeu ate que bem, mas formar laços aqui é complicado e enquanto isso não ocorre eu sou só mais uma estrangeira perdida.

Esse foi so mais um dos meus desabafos, sinto saudades de casa.

E pra ficar estar por dentro de TUDO fique por dentro das redes sociais do CAOS:
fanpageinstagram @caosarrumadogoogle +bloglovin

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!