Amores eternos de um dia - Resenha - Caos Arrumado

inventando moda & carimbando passaportes

LIVROS

Amores eternos de um dia – Resenha

, por fialhogi

Amores Eternos de Um dia – Jogando a real sobre aplicativos e relacionamentos efêmeros é o primeiro livro da jornalista e mulher incrível: Michele Contel. Como o próprio título diz de forma clara, o livro aborda como nos relacionamos são influenciados pela internet.

Preciso dizer que não sou crítica de livro e normalmente gosto de todos que leio, alguns mais e outros menos, mas esse da Michele tá guardado do lado esquerdo do peito, junto com todas as outras coisas que me inspiram e me trouxeram até aqui.

Queria ter lido esse livro 5/6 anos atrás, quando em um ponto de ônibus, atrasada, voltando do pior dia da minha vida, conheci uma comédia romântica que vivi sozinha.

Queria ter recebido esses conselhos, aprender tudo na prática doeu muito, mas comprova todas as linhas que Michele escreveu majestosamente.

Amores eternos de um dia - livro - Michele Contel - Caos Arrumado
Amores eternos de um dia – livro – Michele Contel – Caos Arrumado

Pude me reconhecer em cada letra, vírgula e parágrafo, e talvez por isso me sinta muito mais próxima e íntima dela. Provavelmente se você já teve um coração partido também vai se ver, como um reflexo no espelho, nítido.

O livro tem 223 páginas e como tudo hoje em dia, é diagramado para você tirar fotos para o instagram, facebook, pinterest ou blog.

Michele de maneira muito sensível descreveu como é a trajetória de novos, antigos e atuais amores e desamores. Ela aborda como os aplicativos influenciam de forma positiva e negativa.

É importante salientar que espero que você aí do outro lado não tenha preconceito com esse tipo de coisa. Percebi como apenas o lado ruim desses relacionamentos são compartilhados.

Amores eternos de um dia - livro - Michele Contel - Caos Arrumado

São manchetes dizendo que nossa geração é desapegada, que só quer uma noite de folia e nada mais. Ou casos mais graves de abusos (e realmente galera, fiquem atentos mesmo, date só em lugares públicos!).

Mas esquecem de compartilhar o outro 50% que é o caso da minha irmã do meio Fernanda que conheceu seu noivo em um aplicativo, enquanto estava de férias aqui na Itália. Ou o caso da minha prima Karlla que conheceu sua alma gêmea, e que hoje estão montando juntas um apartamento e saindo de casa com roupas combinando, em outro aplicativo. Em ambas histórias, se não fossem os aplicativos, jamais teriam se cruzado.

eu sou as escolhas que faço – meu livro favorito

Esses são os casos mais próximos a mim, mas poderia citar outros tantos. Como a Michele diz mesmo no livro, existem duas partes da mesma história, mas insistimos em focar só no lado ruim e efêmero.

É realmente verdade que hoje em dia na nossa “modernidade líquida” onde parece que nada é feito para durar, que tudo é substituído de forma imediata e sem muitas delongas.

“A impressão de que, hoje a pessoa menos apegada da relação tem mais poder, então acabamos evitando o envolvimento”

“Cobramos uma espécie de exclusividade mesmo na conquista e nem sempre estamos dispostos a retribuí-la”

Em Amores eternos de um dia, existem capítulos que abordam de forma muito poética e muito mais abrangente todo esse jogo da conquista.

E está tudo bem se você estiver procurando uma história linda para viver em apenas um dia, como novamente Michele maravilhosa nos lembra do filme – Antes do amanhecer – ou apenas um sexo casual gostosinho (lembrando com consenso de ambos né?!).

Amores eternos de um dia - livro - Michele Contel - Caos Arrumado

O que não rola e não é legal de nenhuma das partes envolvidas é permitir que alguém nutra um sentimento, quando o outro alguém é indiferente.

Talvez por isso os aplicativos tenha essa fama ruim, por muitas vezes encontramos pessoas legais que não estão dançando o mesmo som, o mesmo ritmo. É um mesmo match mas com intenções diferentes.

Mas isso acontece a milhares de séculos, mesmo antes da internet, então não culpem os aplicativos.

3 livros para ler em julho – mini resenhas

No capitulo “Ele não esta tao a fim de você”, Michele escreve com empatia sobre pontos finais, sobre o medo da rejeição, sobre a espera de mensagens que jamais vão ou deveriam chegar, sobre os dois sinais azuis na tela do whatsapp e um silêncio sem fim.

Tem uma parte no livro Amores Eternos de Um dia que tocou lá dentro do meu peito e ficou repetindo como minha música favorita.

“Vejo a popularização da astrologia, como algo além do esoterismo cool, de um modismo. Eu enxergo como um atalho para entender o outro, tipo um manual de instruções.”

A gente quer tanto ter o controle do jogo, da relação, dos sentimentos, queremos conhecer a pessoa antes mesmo de nos apresentar, por isso o maldito vício do stalkear, que buscamos a todo custo, com métodos na maioria das vezes nocivos – esse é um dos melhores capítulos do livro -.

O livro que Michele escreveu é uma obra de arte, é a canção que descreve aquele momento, é a sua série favorita da netflix. Tudo isso e muito mais.

Amores eternos de um dia - livro - Michele Contel - Caos Arrumado

Em amores eternos de um dia, percebi que maturidade para lidar com as relações – de um dia ou uma vida – não tem nada a ver com idade, nunca teve relação, mas sim sobre o quanto a gente se conhece, se respeita e se ama.

Eu sei que soa clichê, mas na verdade até os clichês tem sua própria beleza. Quando digo que maturidade e amor próprio não tem relação com idade, é que as provavelmente as frases mais avassaladoras podem vir de crianças.

São seres humanos espontâneos e fiéis ao que sentem. Eles ainda não entendem, e nem fazem questão, nada sobre o mundo. Eles só respeitam o próprio tempo e se sentem seguros assim. A gente tem muito que aprender com eles.

Conheci a Michele pelo blog dela – My Other Bag is Channel – e sempre fui apaixonada por sua coletânea de textos tocantes. Sempre me fizeram refletir e entender melhor, de forma confortante, todo furacão dentro de mim.

Recomendo esse livro com a minha alma, apesar desse post estar gigante, espero ter feito jus aquilo que esse livro é. Não que esperasse menos, é revolucionário e já espero mais livros como esse.

Link para compra aqui Instagram da Michele aqui @

    Comente este post!

    • Michele

      Ai meu deus, que texto mais lindo, que fotos lindas, aaaah <3 obrigada por isso, por todas as vezes em que me mandou mensagens lindas e que me incentivou a continuar escrevendo sobre amor! Você não tem ideia de como tudo isso foi importante pra mim!

      responder
      • Gi Fialho

        Não lembro como cheguei no seu blog, mas sou muito grata por esse dia. Seu livro foi a melhor coisa do mês!

        responder