Flat Lay - Como fazer fotografias de cima sem crise

inventando moda & carimbando passaportes

Ciao! Tudo bem? Este post contém conteúdo e links patrocinados, afinal ninguém vive só de amor.

FOTOGRAFIA

Flat Lay – Como fazer fotografias de cima sem crise

, por fialhogi

O método flat lay virou febre nas redes sociais como Instagram e Pinterest, e é bem provável você já tenha visto fotos nesse estilo, com objetos organizados simetricamente em uma superfície plana e capturados de cima, mesmo sem conhecer esse termo.

Esse estilo começou em 1987, com um método de organização nomeado como “kolling” feito por um funcionário de uma fábrica de móveis.

O que começou como simples prática para organizar materiais, anos depois foi visto como uma técnica artística pelo escultor Tom Sanchs, que adotou essa forma e passou a capturar as suas fotos de cima. É a partir daí que as fotografias em flat lays começaram a serem feitas.

8 truques infalíveis para sair bem na foto

Quem é fã do minimalismo, também se apaixona pelas imagens em flat lay. E ele está presente no cinema, na moda, na culinária, assim como nas redes sociais.

No cinema, existem diretores que usam o flat lay dar aproximar o público da visão do personagem usando objetos e situações de rotina.  Na moda, muitas marcas organizam os looks completos com objetos bonitos e atrativos ao redor para engajar o público e tornar a compra palpável.

Na culinária, muitos sites de receitas práticas estão usando o flat lay para mostrar os ingredientes das receitas, na tentativa de suavizar o alimento, dar a aparência de mais natural, fácil e rápido de preparar (um forte exemplo são os vídeos da Tastemade).

Enfim, você já percebeu que dá para montar diferentes composições para fotografar flat lays, né? Não precisa se restringir a um estilo.

Como montar seu flat lay:

FLAT LAY - COMO FAZER - TRUQUES - SEGREDOS - DICAS - FOTOS DE CIMA - COMPOR FLAT LAY - COMO FAZER - TRUQUES - SEGREDOS - DICAS - FOTOS DE CIMA - COMPOR

Alinhar (horizontal, vertical ou diagonal) e distribuir bem os objetos deixando um espaço em branco como respiro dos olhos; trabalhar sempre com um tabela de cores com 3 ou 5 cores; estabelecer temas; escolher fundos neutros, podem ser cartolinas, fórmicas que são materiais mais rígidos, impressões de mármore ou madeira ou laminado pet; fotografar sempre de cima, em paralelo com o chão; ter um local com muita luz.

Seguindo esses passos, é impossível não conseguir fotos incríveis! O mais legal de tudo isso, é que além de fotografar, essas fotos não precisam estar apenas no digital. Você pode montar álbuns incríveis só de flat lays, assim como exposições etc. 

como melhorar o engajamento no instagram utilizando o pinterest

Com as fotos tiradas e lindíssimas para a impressão, é hora de escolher os formatos para imprimir. Fiz uma pesquisa e encontrei a GIVonline , uma gráfica online conhecida, com preços muito em conta e diversas opções de materiais para a impressão de fotos, como azulejos, isso mesmo!

Achei genial. Além disso, eles possuem um diferencial: mais de 1.400 balcões de retiradas espalhados pelo Brasil e frete grátis para a região Sudeste. É ótimo poder buscar o seu pedido e não pagar nenhuma taxa . Se você for precisar imprimir uma quantidade grande de fotos, essa opção é maravilhosa, porque você faz tudo online.

E aí, o que achou? Agora que você já sabe o que é flat lay, pode admirar as fotografias com ainda mais gosto!

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!