/ MODA CRIATIVA

Faz quatro anos que decidi pintar meu cabelo de ruivo, de lá para cá já foram algumas tintas e tonalidades.
Passei pela cegueira ruiva e sofro ainda por todo o problema que um cabelo tingido sofre.

Mas ultimamente o tom blorange ou rose gold dominou meu coração (e no caso minha cabeça).

A tendência é uma versão atualizada do rose, febre dos anos anteriores, um pouco mais refresh e contemporânea.

+LEIA MAIS: BEAUTY BAKERIE UMA MAQUIAGEM QUE DA VONTADE DE COMER!

O tom pastel combina com a nossa relação nostálgica dos anos 90 já a blorange ou rose gold tem mais a ver com os anos 00 (momento “fashion” que caminhamos).

Voltado para minha #sagaruiva vou contar um pouco mais sobre o processo. Meu tom já era desbotado, e minha raiz estava gigante (quase quatro dedos).

A tinta que usei foi a Blue Shine 8.4 junto com o totalizante Keraton Hard Colors Panty Rose.

Primeiramente colorimos meu cabelo no tom de ruivo com ox 40 e depois tonalizamos com o rosa.
As minhas pontas já estavam descoloridas, o que facilitou um pouco a predominância do rosa ao invés do ruivo.

O blorange ou rose gold é um tom versátil que te permite ir e vir do tom mais ousado para o mais conservador.

Ainda não alcancei exatamente o tom, mas como não quero descolorir por completo, estou satisfeita com o trabalho.

Queria agradecer o Studio Andrea Cosimo e a hair stylist Adriana Siqueira (minha tia, meu amor claro) por toparem a idéia e conseguirem chegar no tom que não danifica meus fios e ainda sim é lindo!

Claramente que para continuar com o brilho de salão, uso produtos especiais para cabelos tingidos, e uso produtos para nutrir e hidratar, mantendo ele saudável até a próxima coloração.

Aproveita a inspiração e na hora de comprar, que tal um cupom de desconto? As vezes só comparar a melhor loja para encontrar seus produtos não é o suficiente, o legal mesmo é descontão!

Então venha conhecer o Cupom Válido, basta escolher a loja que deseja e clicar para pegar seu cupom de desconto, lá tem varias opções para cosméticos.

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Quem me acompanha sabe que um dos planos para esse ano era o Caos Atelie, a parte off-line do Caos Arrumado e é com imenso prazer e um cadinho de atraso que venho apresentar aqui no blog e tirar todas as duvidas.

A idéia veio em Novembro, partindo da minha mãe (minha sócia – e musa), que decidiu deixar a profissão de professora em uma renomada escola de SP para dedicar-se a Valentina (minha irmã de dois anos) e sua nova profissão: A odontologia.

E com essa mudança veio o receio de perder a autonomia e independência que o dinheiro proporciona, por isso, ela resolveu apostar em um sonho antigo nosso,  minha marca.
O Caos Atelie a princípio tinha outra forma e outra cara. O conceito era uma produção menor, feita por uma costureira, sob medida com peças 100% autorais, porém o custo disso era muito fora do nosso orçamento inicial.

detalhes da nossa calça de veludo molhado rose ❤ quem queremos muito?

Un post condiviso da C A O S ⭐ A T E L I Ê (@caosatelie) in data:


Adaptamos. Ao invés da produção autônoma, encontramos fornecedores, e temos o maior cuidado para garantir peças feitas no Brasil, atualmente 90% da nossa coleção é. A parte de criação é um equilíbrio do que envio (croquis)  com que é produzido pelas fabricas.

Nossa meta é criar uma coleção, por meio dos fornecedores, 100% autoral e acrescentar a moda plus size, por que infelizmente não tenho base para criar uma ainda, mas você pode me ajudar respondendo essa pesquisa sobre modelagem no Brasil. Todas as outras dúvidas vocês podem verificar na nossa política de privacidade, e só para deixar claro entregamos para todo Brasil.

A plataforma que usamos é a Iluria, que supre bem nossa necessidade e da uma liberdade (limitadinha) para editar e personalizar o layout. Que é outra meta nossa, melhorar a experiência do usuário por aqui e na loja. As fotos e produção ficam por minha conta.

As modelos são todas amigas maravilhosas que me inspiram (e agradeço muito por ter na minha vida), e se você for de SP e quiser se candidatar entra em contato aqui pelo blog ok?

aquele look que certamente colocamos na lista de compra! WWW.CAOSATELIE.COM.BR

Un post condiviso da C A O S ⭐ A T E L I Ê (@caosatelie) in data:

O Caos Atelie é um pedacinho do Caos Arrumado andando pela rua e me alegra muito saber que pessoas vão andar por ai com uma moda menos uniformizada e mais criativa, revelando toda a autenticidade e genuinidade que nos cabe.

Essa jaqueta marcou 1×0 no nosso no coração <3 www.caosarrumado.com.br

Un post condiviso da C A O S ⭐ A T E L I Ê (@caosatelie) in data:

Quero agradecer você leitor que a um ano acompanha o Caos Arrumado e pode agora acompanhar o Caos Atelie. Obrigada viu? E não esquece de seguir lá no instagram do caos atelie, então bora curtir e compartilhar com as amigas, incentivar comércios independentes e de mulheres é a melhor forma de começar a mudança. ate

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Primeiramente não confunda manga bufante com manga “flares” ! O que a caracteriza é esse volume todo finalizando com um elástico, como um balão. Fácil ?

Originárias do seculo XIX – Vitoriana. O que a principio era do guarda-roupa masculino, onde representavam poder e masculinidade favorecendo uma silhueta geométrica com ombros exageradamente largos com uma inspiração originaria da Turquia e do Oriente Médio: O dólmã, uma sobreveste solta como uma capa, tinha mangas feitas com as dobras dos próprios tecidos.

 

LEIA +   O RETORNO DA MEIA ARRASTÃO OU FISHNET
LEIA + OMBRO DE FORA, 12 LOOKS ESTILOSOS!

 

Foi só em 1830 que ela se popularizou recebendo o nome em francês de manche gigot, que em português vai nos dar a “manga presunto” e foi nessa época que apareceu no armário feminino com seu ar mais romântico, rompendo um elo com a era neoclássico.

O Romantismo defendeu a liberação das emoções do homem em detrimento de todo racionalismo iluminista anterior, que limitava as emoções e a criatividade (fonte).

Românticas e contemporâneas as mangas bufantes são versáteis em qualquer ocasião.

As mangas bufantes podem ser bem versáteis e contemporâneas, elas me lembram muito o estilo Blair Waldorf, uma coisa meio lady like, girlie como preferir denominar.

Não gosto de pensar que na moda exista um tabu, mas existem pontos que podemos ter mais atenção buscando sempre a harmonia da composição. A palavra de ordem é equilíbrio! Observe bem o volume e tente mantem proporções. Isso não é uma regra, claro que não! Mas para quem tem medo de arriscar essa é uma boa dica.

As mangas bufantes podem aparecer de formas mais fluidas e leves dependendo da estação do ano e ficam bem com qualquer outra peça, depende da proposta e ocasião. Moda é arte e personalidade tudo é valido!

Foram muito comuns nos anos 70, então, aconselho dar um pulo em brechós ou no guarda-roupa da mãe, avó. Aproveita e compartilha o post com elas, já deixa a indireta de uma visita nada interessada.

 

 

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.
Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com