APROPRIAÇÃO CULTURAL E A INDUSTRIA DA MODA!

Já faz tempo que eu queria falar sobre apropriação cultural, mas é muito difícil pra mim escrever sobre esse tema polêmico. Então resolvi falar disso só que no segmento da moda, já que é o mais próximo da gente, até porque não tenho muita vivência em outras seções desse assunto.

Antes de tudo precisamos deixar claro que quando falamos de racismo, machismo, homofobia, entre outras coisas nesse sentido a gente ta falando sobre grupos socias, então individualizar não entra em questão aqui. (Por exemplo: quando falamos que todo branco é estruturalmente opressor não significa que estou falando que você branco é racista ou algo do tipo, mas sim que vivemos em uma sociedade que o beneficia, então por mais que você não reproduza racismo, nós estamos inseridos nessa sociedade) (Afros e Afins) ENTÃO AMIGOS, NÃO PODEMOS INDIVIDUALIZAR OU FALAR SOBRE EXCEÇÕES AQUI.

Mas o que é essa tal de Apropriação cultural?

A palavra “apropriar” significa tomar para si. O termo “apropriação cultural” é um conceito da antropologia e se refere ao momento em que alguns elementos específicos de uma determinada cultura são adotados por pessoas ou um grupo cultural diferente.
Mas não é só isso. O conceito de apropriação cultural passa por uma reflexão política. Esse uso tem uma conotação negativa, especialmente quando a cultura de um grupo que foi oprimido é adotada por um grupo de uma cultura dominante.

(UFMG/Unesco, 2003)

cultural appropriation

Então até onde eu entendi, pra ser apropriação cultural é preciso dois critérios:
*Significados culturais ou religiosos de um certo simbolo.
*Uma cultura dominante pega elementos de uma cultura dominada e acontece o esvaziamento do significado desse simbolo.

Vamos usar o exemplo -> Cultura dominante: Branca. Cultura dominada: Afro Brasileira.
Para complementar esse exemplo vamos inserir a industria da moda e o acessório turbante.

A indústria de moda gera uma falsa demanda de utilização de adereços culturais, influenciando o impulso da banalização de uma cultura; Não podemos culpar um individuo branco que usa turbante pois é impossível essa unica pessoa esvaziar o significado de toda uma cultura continental. (FeminismoSemDemagogiaOriginal). Mas SPFW, anúncios em revistas, a industria da moda construiu que uma pessoa branca usando turbante é tendencia, é “moda” (sem falar seu significado) já quando uma negra usa tal acessórios ela é vista como macumbeira (outro preconceito ligada a religião), pai de santo, “quer esconder o cabelo ruim”. E isso é a tal da apropriação, pessoas com privilégio na nossa sociedade usando algo que não fazem ideia que isso tem um significado religioso para uma certa cultura, apagando tal importância.

 

APROPRIAÇÃO CULTURAL

Negros usando turbante é uma forma de resistir, de não deixar que sua cultura seja apagada. 

Então se você quer avaliar se tal coisa é ou não apropriação cultural basta lembrar daqueles dois critérios la em cima. E fazer as perguntas:

Tem um esvaziamento de um significado cultural? Envolve algum privilégio de raça, de classe ou de religiosidade?
Se a resposta for Sim para as duas perguntas, é apropriação.
Exemplo: “Uma branca membro da Umbanda usando turbante” Envolve algum privilégio de raça, de classe ou de religiosidade? Sim, deve ser mais fácil pra ela sair com o turbante comparado com uma negra. Tem um esvaziamento de um significado cultural? Não, ela sabe o significado daquilo. ISSO NÃO É APROPRIAÇÃO
Outro exemplo: “Uma revista de moda fala que turbante ta na moda SÓ PORQUE uma famosa branca estava usando” Envolve algum privilégio de raça, de classe ou de religiosidade? Sim, branca, famosa, ryca. Tem um esvaziamento de um significado cultural? Sim, nenhum momento citou que esse acessório tem importância religiosa e cultural para certa cultura, extinguindo seu significado. ISSO É APROPRIAÇÃO.

Então vamos a reflexão do Murilo do Muro Pequeno :

Você conhece o significado de tal simbolo?
Você tem alguma relação especial com esse significado?
Essa paradinha tem algum sentido cultural ou religioso que seja importante pra você?

Se não…

Você realmente quer fazer esse esvaziamento de sentido?
Você entende que existe pessoas que sofrem preconceitos por usar esses mesmos símbolos?
Você entende que isso é  um forma de afirmação e resistência importante para essas pessoas?
Você entende que é um privilégio que você não precisa passar por isso?
Você quer mesmo se aproveitar desse privilégio?

Vamos pensar com carinho nessa reflexão e ter bom senso. A moda por séculos foi pensada para a classe dominante, não é preciso sair por ai esvaziando significados, esse post é só um esclarecimento e talvez ainda tenham ficado algumas duvidas, então qualquer coisa me fale nos comentários!

AH APROVEITA E PARTICIPA DA PESQUISA DO AMO CLICANDO AQUI 

E pra ficar estar por dentro de TUDO fique por dentro das redes sociais do CAOS:
fanpage instagram @fialhogi – google + – bloglovin  

Produtora de moda, 18 anos, catarinense, vegetariana, apaixonada pela vida e amante da arte.

Comentários

comments

VAI GOSTAR

Leave a Comment

CommentLuv badge

Pular para a barra de ferramentas