/ restaurante

Faz umas três semanas que conheci o Saint Decor Café Bistrô (eita que nome longo) e foi amor a primeira vista – sim por que você se deleita só de observar. A fachada, o nobiliário tudo remete a uma Paris que todo mundo gostaria de vivenciar todos os dias.

Situado no Jardim Anália Franco na Rua Padre Landell de Moura número 152, aberto de terça a domingo é um dos cantinhos mais charmosos que visitei. Para vocês terem uma noção entre Paris 6 e o Saint Decor Café – mil vezes Saint Decor. A grande diferença esta na decoração. O primeiro é bem aconchegante mas tem uma idéia mais boêmia de Paris o segundo é mais romântico e acolhedor.

A decoração toda inspirada em Provance, uma região mesclando de encantos e riquezas naturais e culturais. Seus campos de lavanda, casas rústicas e coloridas, seus móveis, jardins, terraços e castelos. Com um mobiliário todo provinciano tem varias áreas dentro do café. Teto de vidro para curtir as estrelas, jardim de inverno e até um cantinho que mais parece ter saido de um livro – poltronas aconchegantes e uma estante de livro. E quer saber o que é mais legal? Toda essa decoração e ambientação pode ser adquirida. Do lustre no teto as canecas coloridinhas.

No dia que fomos comemos bolo (com gostinho de bolo da vovó) de churros e creme de avela. Tomei um macchiatto (café com leite mais forte) e o Erik pediu uma soda Italiana de frutas vermelhas. Com um menu bem variado com pratos de maioria Francesa e Italiana tem valores acima do esperado, mas é o que sempre digo: existem experiencias : gastronômicas principalmente, que merecem um cadinho de esforço pelo menos para conhecer. Os bolos eram gostosos e as bebidas também, não justificam o preço, por outro lado o próprio Bistrô inspira e da uma boa razão para desembolsar.

Outro detalhe que adorei foi um painel no fundo que lembrava as ruas de Paris, se você tirar uma foto ali, ninguém vai dizer o contrário.

Voltaria? Talvez! O local é realmente agradável e encantador, mas tem tantos outros lugares de SP para conhecer que prefiro não repetir, ou pelo menos não por enquanto. E ai o que você achou? Esta curioso? Conta nos comentários.

 

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Existem duas coisas que me dão muito prazer: comer e conhecer novos lugares. A Vila Butantan não era nova nem para mim nem para o Erik (nosso primeiro encontro foi la) mas a nova estrutura do local me fez ter prazeres múltiplos com uma só experiencia.

O ambiente que encanta de longe é composto por 4 áreas e algumas vias que tem nomes de grandes cidades do mundo como: Nova York, Sidney, London e por assim vai. Uma das áreas que mais chamou minha atenção no Vila Butantan, foram esses cantinhos (que a seta aponta na imagem) é tipo um lounge onde voce pode ficar de buenas, curtindo uma sombra e toda estrutura é sustentável, a luminária é de papelão (sim!!) e fica dentro desses containers marítimos reciclados com o teto de graminha pra não esquentar muito.

“O conceito de reexperimentar a cidade e vivenciá-la de outra forma tem ganhado cada vez mais fãs. As pessoas têm passado a ocupar ambientes públicos e abertos para lazer e convivência, na contramão do tradicional conceito de Shopping Center, e espaços que apostam nessa pegada têm se multiplicado pela cidade.”

PRA COMER EM SP: CADILLAC BURGER!

Rodeado de grafites coloridos, inspira qualquer um a ser artista o Vila Butantan oferece um ambiente sustentável que incentiva o comercio de pequenas empresas independentes.

Outra área que merece relevância é o famoso bar LÁ EM CIMA , um rooftop com uma caminhonete de decoração, cheio de puffs e mesas que na verdade eram hélices de avião (pelo menos pareciam), bancos de tonel e drinks divertidos. O espaço é perfeito para curtir um sunset com os amigos ou até uma noite de verão.

Vila Butantan conta com quatro áreas – O rooftop , lounges, praça de alimentação e um park para food trucks!

A inspiração veio de fora. Espaços abertos que unem arte e cultura com gastronomia e serviços deram o tom da Vila, como o Re:START, na Nova Zelândia; Box Park; em Londres, Highline Park; em Nova Iorque, Village Underground; em Lisboa e o distrito artístico de Wynwood, em Miami. Esses lugares colocam em prática o ideal do lazer em comunidade, assim como a Vila Butantan.

No dia que fomos aproveitamos para conhecer o Vinil Burguer que tem uma proposta diferente. Você paga o mesmo preço por qualquer hambúrguer no caso 27,00 ou 21,00 para os veganos, e monta ele como quer o tipo de pão, o ponto da carne, condimentos tudinho. O espaço ainda conta com cervejas artesanais e batatas fritas apetitosíssimas. Para acompanhar esse rango incrível, experimente a pink lemonade, não lembro o nome , era um carrinho que ficava em outra área – a área dos foods trucks.

Falando em food truck, antes de toda essa proposta o espaço Vila Butanta foi um dos primeiros a investir em foods trucks como área de alimentação e convívio. Tudo mudou, menos o endereço. Coladinho com o metro butanta e margeada por uma ciclofaixa na Rua Agostinho Cantu, 47 – Butantã, São Paulo – SP fica aberto de Domingo, segunda-feira e terça-feira, das 10h às 20h; Quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira e sábado, das 10h às 22h e tem uma programação variada com diversos eventos internos.

E ai quem mais ficou com água na boca para provar desse novo espaço na capital? Vale muito a pena! Se você já foi me conta o que achou e se ainda não foi me conta o que ficou mais curioso para provar!

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Outro dia, voltando de um passeio com o Erik, cruzamos a rua do Cadillac Burger. Impossível passar desapercebido, chamou nossa atenção pelo letreiro neon que remete muito ao estilo Americano, Doo-Wop , uma mistura vintage com ar futurístico que foi muito comum nos anos 60. Combinamos e em um sábado passado qualquer voltamos para jantar.

+ LOCAL

A área interna lembra uma velha lanchonete. Créditos a imagem - Jeguiando.

A área interna lembra uma velha lanchonete. Créditos a imagem – Jeguiando.

Localizado na Rua Juventus , 296 – Parque da Mooca, São Paulo o Cadillac Burger é composto por dois ambientes: um coberto e outro externo/aberto. O primeiro é como uma lanchonete beira de estrada dos filmes de hollywood, muita informação na parede: quadros vintages contrastam com camisas de esporte que por sua vez contrastam com placas de carros personalizadas com nomes de cidades Americanas, letreiros luminosos, mensagens e um espelho que de ponta a ponta da parede esquerda que (graças a Deus!) da um alivio aos olhos e a idéia de amplitude para um ambiente pequeno. Apesar disso, as mesas são bem dispostas dando espaço para movimento e privacidade para cada cliente. A iluminação é acolhedora. Nos banheiros (limpinhos gente!) tudo neon com muito grafite e humor. No dia acabamos  escolhendo uma mesa na parte de dentro, por que estava muito frio, mas a outra área é bem fofinha: Com o efeito de uma sacada, toda de madeira, fica um pouco mais alta que o nível da calçada, tem mesas longas que podem ser dívidas, o que pode ser um empecilho para quem quer algo mais intimista.

 

+ ATENDIMENTO

Seu pet é bem recebido, um espaço para ele curtir enquanto você aproveita e se deslumbra com a decoração exótica.

Seu pet é bem recebido, um espaço para ele curtir enquanto você aproveita e se deslumbra com a decoração exótica.

Como não fizemos reserva ficamos uma hora e quarenta na parte de fora esperando uma mesa. Contam com um foodtruck do próprio estabelecimento onde as pessoas podem tomar alguns bons drinks, alem de 3 bancos para as pessoas sentarem. Achei meio preocupante tudo isso de tempo para entrar, estava com tanta fome que meu estômago começpu se auto digerir, mas não me desanimei, minhas expectativas eram tão grandes quanto minha fome. Fomos bem recebidos e muito bem atendidos. Para a minha surpresa o atendimento é rápido, tanto as entradas quanto o prato principal não demoraram quase nada para chegar! O atendente que infelizmente não lembro o nome, foi mega solícito e prestativo. A única coisa que nos incomodou muito foi o volume do som! Era muito alto e chegou um momento que nos desconcentrava. Fora isso o Cadillac Burger oferece um atendimento interno espetacular.

Essa é a única fotinho que tirei e fica na entrada.

Essa é a única fotinho que tirei e fica na entrada.

+ O QUE COMI / VALORES

Agora vamos a parte mais gostosa do post. Pedimos de entrada, as famosas Home Made Rustic Fries (R$14,00), fazem parte do carro chef do restaurante. Seria basicamente batatas fritas com temperinhos, foi meio decepcionante, não achamos nada demais. Em comparação, pedimos também as Onion Rings (R$14,00)que estavam no ponto perfeito! GENTE NÃO ERAM OLEOSAS SABE? Elas acompanham dois molhos maravilhosos. O Erik estava de dieta (sim, eu comi boa parte, quase tudo sozinha mesmo) e acabou pedindo uma Burger Salad (Mix de folhas, tomate cereja, hamburger de 180g recheado com mozzarela de búfala derretida) não lembro quanto foi infelizmente, na opinião dele a carne era muito suculenta, no ponto certo e bem macia. Eu pedi Veggie Burger(R$ 25,00) – burger vegetarian feito com berinjela e abobrinha grelhados, quinoa real e cream cheese philadelphia, no clássico pão australiano – E comer isso fez valer tudo cada centavo. Até então meu top 1 de Veggie Burger era o Hard Rock Café em Roma, mas depois de provar o do Cadillac Burger, o HRC fica no chinelo. Ele era muito saboroso, molhadinho, ate o Erik gostou. Gastamos por volta de 100 reais, incluso serviço e bebidas (fomos de refri mesmo) e acho que vale a pena sim. E um lugar diferente e uma experiencia incrível comer o hamburger que comi.

Minha indicação é: Reserve uma mesa e peça o Veggie ! Você não vai se arrepender de forma alguma. Confia e vai fundo! E se você tem alguma indicação de lugar deixa aqui nos comentários que estou sempre procurando novos lugares. Só peço desculpas por que no dia foi de improviso nossa visita e não levei a câmera.

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.
Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com