inventando moda & carimbando passaportes

COMER BEM

MANGIA! 4 RECEITAS VERAMENTE ROMAGNOLA

, por fialhogi

O paladar Italiano é muito simples, orgânico e cheio de afeto. Comida na Itália é muito mais que ingredientes mas é tradição e paixão.

A Forbes mesmo declarou que é aqui que se come melhor em todo o mundo, até mesmo o único restaurante com 3 estrelas michelin está localizado em um paese da região.

Por isso resolvi compartilhar e inspirar quem quiser provar o sabor da região que me acolheu como filha. Emilia Romagna.

Piadina squacquerone

É um produto alimentar composto de uma folha de farinha de trigo, banha ou azeite, bicarbonato ou fermento, sal e água, que é tradicionalmente cozida em um prato de terracota, chamado teglia (teggia na Romagna), mas hoje é mais comum cozidos em placas de metal ou em placas de pedra refratária chamadas textos (em dialeto).


“La piadina” elogiada por Giovanni Pascoli e Marino Moretti na poesia, enaltecida nas canções de Raoul Casadei, foi durante séculos um dos pilares da cultura romanhola.


Com certeza sabemos que desde a antiguidade, o ancestral da nossa piadina-romana, foi consumido recheado ou como substituto do pão, mas os métodos de cozimento não ideais duraram algumas horas, forçando os consumidores a consumi-lo o mais rápido possível.

MANGIA! 4 RECEITAS VERAMENTE ROMAGNOLA

Tagliatelle al Ragu

É 8 mm. cozido e servido na mesa. Esta medida corresponde à parte 12.270 da altura da Torre Asinelli em Bolonha!

O tamanho do tagliatella foi reproduzido em uma amostra de ouro, encerrada em um caixão, com a inscrição; “8 mm. Medida de tagliatella – Academia Italiana de Culinária – 1972 ”, ciosamente preservada no Palazzo della Mercanzia em Bolonha como testemunho e proteção das gloriosas tradições da cozinha bolonhesa.

“Quando se ouve falar da cozinha bolonhesa, faça uma reverência que mereça”? estranhamente não fala de tagliatelle alla Bolognese ou o ligado Ragù alla Bolognese. Ele fala bastante de tagliatelle com Prosciutto, Tagliatelle Verdi e Tagliatelle com Romagna, bem diferente.

Cappelletti in brodo

Nascido na Romagna, mas difundido em todo o centro e norte da Itália, eles são uma das maiores expressões da massa caseira. Principalmente servido com caldo de capão, Cappelletti não deve ser confundido com Tortellini.

A área geográfica em que o nascimento do Cappelletti é comumente traçado e entre Cesena, Reggio Emilia e Ferrara. Muitos, no entanto, argumentam que ao longo dos anos tem havido um desenvolvimento de tradições paralelas que permitem que muitas outras cidades reivindiquem seu direito de primogenitura.

Por essa razão, as histórias sobre por que os Cappelletti são assim chamados também são diferentes. A mais credenciada sustenta que a forma de Caplèt, o nome da massa recheada no dialeto Romagna, lembra aquela da “galonza”, um pêlo com pequena aba e grande cúpula típica do povo campestre.

Passatelli brodo

Passatelli é uma das mais clássicas sopas de caldo tanto em Emilia-Romagna quanto na Marche.

Os passatelli eram feitos e consumidos em ocasiões especiais e durante os feriados, exceto no Natal, onde o cappelletti era consumido em caldo.

Suas origens não são muito bem definidas nem documentadas, mas, embora mencionadas no livro de receitas de Artusi, provavelmente derivam de uma sopa de origem romana / marcenha chamada “stracciatella”, que compartilha muitos ingredientes com ela, mas tem uma nota final diferente.

A versão Romagnola também chegou em Emilia com o tempo e é em Modena que com a adição de ingredientes típicos de Modena, esta versão é ligeiramente mais refinada e saborosa.

MANGIA! 4 RECEITAS VERAMENTE ROMAGNOLA

Os passatelli nascem no campo, onde a azdora preparou a forma final do passatello usando um instrumento particular conhecido como “ferro para os passatelli”.

Este instrumento desapareceu ao longo do tempo e em seu lugar é usado para esmagar batatas com grandes buracos.

A receita original da Romagna, onde são chamados de “passadei”, envolve o uso de pão, que ao longo do tempo se transformou em farinha de rosca, queijo ralado de Grana Padano, ovos e casca de limão para dar sabor.
Hoje, a noz-moscada é usada em vez da casca de limão, mas alguns chefs não removem as raspas, adicionando-a à noz-moscada para preservar a frescura do limão.

A versão Modena usa em vez de grana padano o queijo parmesão que é muito mais saboroso.

Os passatelli nasceram originalmente em caldo, mas com o tempo, e graças à criatividade de alguns chefs, é possível encontrá-los mesmo secos combinados com um rico molho de peixe.

A gente chega no final do post salivando não é mesmo? Essas são só algumas das grandes riquezas que a região pode oferecer, aqui temos o famoso queijo de Parma (PARMezão) .

E delicioso poder viver e degustar de uma cozinha tão rica e cheia de história.

Acompanhe o Caos Arrumado nas redes sociais, tem sempre um conteúdo exclusivo direcionado para cada plataforma.

Instagram @caosarrumado – Pinterest /caosarrumado – Facebook /caosarrumado – Google + /caosarrumado – Youtube /Caosarrumado – IGTV @caosarrumado 

E se me perguntarem “O que mais gosto de fazer nessa vida?” é fácil: inventar moda e carimbar o passaporte. Inscreva-se na newsletter e não perca nenhum conteúdo.

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!