NOVA HAMBURGUERIA DE GUARULHOS – JOHNNY HUDSON

A nova hamburgueria de Guarulhos Johnny Hudson, com temática medieval tem uma idéia sustentável, provoca curiosidade, mas ainda tem muito a melhorar!

A primeira vez que fui no restaurante foi no dia das mães, porem por ser um local atípico para a data, resolvi voltar um outro dia para ter certeza da crítica no blog.

 

+ AMBIENTE

Apesar do logo escolhido dar uma idéia alternativa, os containers (sim o restaurante é dentro de containers – como a Vila Butantã) a decoração interna tem temática medieval.

A arquitetura foi muito bem executada, tendo duas áreas externas, inclusive um terraço! Temos uma parte exclusiva para crianças, um telhado de vidro que deixa o ambiente bem encantador.

Porem a decoração deixa a desejar.

As luzes não conversam entre si, tendo iluminação branca e amarela no mesmo ambiente. Ainda tem o problema da espera: o bar fica no final do restaurante, impossibilitando uma distração para quem espera em um quadrado minúsculo com dois sofás.

As mesas são muito apertadinhas, e não da uma idéia de privacidade.

O lustre e as espadas penduradas são pequenos detalhes, o que deveria ser um diferencial a mais para a experiencia, acaba passando desapercebido.

A música também não condizia com o ambiente, em certos momentos tocava pagode (nada contra viu?) só que não se tocava pagode na época, alem de ter caixas de som em demasia o volume era alto, o que incomodou por metade da noite.

 

LEIA + RUELLA BISTRÔ – FOUNDIE COM PEDACINHOS DE AMOR

 

+ CARDÁPIO

O cardápio da nova hamburgueria de Guarulhos é criativo, os nomes são bem pensados e possui versão vegetariana. Os hambúrgueres são bem servidos.
Tivemos um pequeno empecilho no inicio da noite, tanto o meu quanto o do Erik vieram levemente crus (para não falar incomíveis) tivemos que pedir para voltar.

No retorno, fomos surpreendidos por uma bela experiencia gastronômica. Colocaram a mais um provolone frito que não vinha no Elfo (nome do burguer). Fica a dica, poderia criar mais uma versão, alem do de vegetais.

 

+ VALORES

É caro! Para o serviço, para o tamanho, contando que você paga uma batata o valor de um hambúrguer. É caro.
O meu custou 27 e o do Erik 37, a batata custa mais 22 (se não me engano) sem contar as bebidas.

Já fomos em outras hamburguerias que possuíam um serviço melhor e não custavam tanto.

O Johnny é uma boa opção para quem não quer se deslocar até São Paulo para uma noite diferente.

Concluindo, foi levemente decepcionante. Mas por se tratar de um lugar recente, pretendo dar uma segunda chance, com todo coração e fazer as devidas edições neste post. Precisa de maturidade para entender a demanda e ofertar um custo beneficia.

Vocês já tiveram uma experiencia parecida? Deram uma segunda chance ou não voltaram nunca mais? Conta aqui para gente.

Minha mãe sempre disse “Xofanna pare de inventar moda!” – Pois é, que bom que nunca escutei.

Comentários

comments

VAI GOSTAR

Leave a Comment

CommentLuv badge

Pular para a barra de ferramentas