Reconhecer cidadania Italiana em 3 partes! - Caos Arrumado

inventando moda & carimbando passaportes

ITÁLIA

Reconhecer cidadania Italiana em 3 partes!

, por fialhogi

Reconhecer cidadania Italiana não é tão complicado, na verdade se torna muito fácil e rápido com esse método de 3 partes. Essa é uma primeira abordagem do assunto e espero ajudar.

Primeiro de tudo é bom lembrar quem tem direito à reconhecer cidadania italiana através do princípio jus sanguini (direito de sangue). Se seu ascendente nasceu em Trento antes de 10 de setembro de 1919 infelizmente você não tem direito.

Fora essa situação a reconhecer cidadania pode ser pelo seu pai ou mãe, como seu tatatataravô, desde que comprovado a nacionalidade Italiana.  Se o seu caso se encaixa no que foi dito acima continue a leitura que vai transformar sua vida.

PARTE I – Todos processos que devem acontecer no Brasil

Primeiramente é importante saber todos os documentos necessários para dar entrada no reconhecimento de cidadania Italiana na Itália. Cada processo de obtenção de reconhecimento cidadania envolve documentos específicos, aqui tratamos aquelas de jus sanguini.

E preciso Certidão de nascimento; Certidão de casamento; Certidão de óbito (se alguém da linhagem tenha falecido) de todos os envolvidos mais a certidão negativa de naturalização do ascendente .

Em seguida é preciso legalizar esses documentos com o timbro de apostilamento junto com a tradução juramentada desses documentos. Os valores desses processos variam com a região em que você vai fazer. Pesquise e avalie cada detalhe.

Esse processo pode ser o mais demorado – como foi no meu caso – mas se na sua família já existe algum caso de reconhecimento, você pode pedir para “entrar” na pasta desse processo.

PARTE II – Esses são processos realizados já na Itália.

Algumas coisas é preciso ter para reconhecer cidadania na Itália. Como por exemplo uma casa no paese da comune de solicitação do documento. Não é preciso comprar, basta um aluguel que confirme residência no local. Durante o processo em 45 dias uma pessoa responsável da anagrafe vai passar no local para comprovar.

Uma outra dica é entrar na União Europeia pela Itália, caso contrário em 8 dias você deve ir até a questura com uma carta em questão.

Você deve apresentar na comune todos os documentos emitidos, traduzidos e apostilados no Brasil. Esse processo pode demorar de 90 dias a 6 meses. No meu caso foram apenas 3 semanas e não foi mágica ou algo ilegal, comentei essa super dica no post que relato como reconheci minha cidadania na Itália.

PARTE III – Emitir documentos legais da Itália.

No caso são três necessários: a carta de identidade que pode ser em papel ou com chip, depende da sua comune, o codice fiscale que é o CPF deles que você pode pedir de forma gratuita na agencia de entrada e a tessera sanitaria que o documento de saude deles.

Esse é um compilado de tudo que aprendi na prática, mas recomendo sempre o apoio e suporte de outras formas de auxílio, indico sempre aquele que usei para chegar onde cheguei hoje,  um curso em vídeo muito mais detalhado sobre tudo que abordamos aqui.

E se você tem alguma dica ou dúvida sobre o processo não hesite em comentar ou entre em contato.

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!