/ VIAGEM

Pode alguém desaprender a fazer amigos? Isso é possível Brasil? Justamente eu, que sempre muito espontanea e extrovertida, mesmo com todas minhas inseguranças (que não são poucas) nunca deixei a timidez me tomar por completo.

Mas agora morando sozinha, longe da minha zona de conforto, em outro pais, não consigo ter mais de um laço afetivo com alguém. Caminho para o quinto més na Italia e só tenho uma amiga.

Confesso que não sou uma pessoa que gosta muito de um bar, de uma balada, eu ate frequento mas não é sempre, prefiro outros roles, adoro andar de bicicleta, não dispenso um museu ou qualquer coisa assim, então meu contato social é mais limitado.

 

 photo migos_zpsockpe6s4.jpg

 

Era acostumada com gente enérgica, quem nunca conheceu uma pessoa e depois de alguns instantes se ver próxima dela, e intima pra desabafar da vida, cinco minutos bastam para um contato muito próximo e intenso. Nos permitimos conhecer gente no ponto de ônibus que podem marcar nossas vidas,  ofertamos carinho, espalhamos sorrisos, emanamos amor, sem pedir nada em troca. O nosso povo é o que temos mais rico nessa vida.

Num mundo que se faz deserto, temos sede de encontrar um amigo.
Pequeno príncipe

Dizem que os europeus são mais frios, não quero generalizar, mas também não posso dizer que é mentira. Sempre fui do time do abraço sem motivo, de um inicio de conversa inocente só para passar o tempo. Aqui é mais complexo, não é qualquer um que se permite te conhecer e criar um laço afetivo, e ainda temos um agravante, a tela do celular é mais atraente que novas experiencias. Li uma em algum lugar e guardei essa frase que era assim “Com mais frequência do que eu gostaria, eu estou do lado de uma pessoa pensando em arranjar um assunto, mas antes que eu possa tomar coragem e abrir a boca, o tempo passou e a pessoa seguiu o rumo dela e eu o meu.” E mesmo que eu puxe a conversa, as respostas normalmente são rispidas e diretas, como se você estivesse invadindo um espaço. Era mais fácil nos tempos de escola, quando a gente era mais ingenuo e não tinha medo da rejeição.

Existe uma frase do pequeno príncipe também que quem diz é a raposa “Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos.”

E complicado explicar o quão difícil é fazer amigos aqui. Os Italiano são simpáticos, mas não são calorosos. Os Italianos são educados, mas não são amigaveis. E difícil eles se envolverem, eles são reservados ao extremo. Quando conheci a Gaia, depois de uns dois meses (era Natal) dei um abraço na minha amiga, e ela ficou espantada com o toque, depois pedi desculpas e disse que era assim que a gente cumprimentava no meu pais (Agora ela é mais tranquila, to abrasileirando ela). Sinto que falta empatia aqui sabia? E um desabado meio confuso, mas é meu blog mesmo.

 

 photo migas_zps1r0do7we.gif

 

Busco assuntos sempre que possível na esperança de ter alguém pra conversar, debater qualquer coisa, ate sobre o tempo que anda bruto, cinza e desestimulante. Mas ninguém esta disposto. Confesso que os romanos são mais divertidos que os italianos do norte, são mais receptíveis. Moro no norte, em uma cidadezinha pequena, que tem mais gente velha do que nova, e também não tem muita coisa pra fazer, não tem ônibus, a estação de treem é um pouco longe e apesar de ter um carro na porta de casa a minha disposição não sei dirigir. A situação não é muito favorável.

Estou presa em uma ilha onde só estudo e passo meu tempo no blog, por que meu visto também não me possibilita trabalhar. Não quero parecer resmungona, sei que preciso tomar uma iniciativa, só não sei qual ainda. Talvez você leitor me ajude. De coração.
Quer ver uma coisa estranha, quando estava em hostels só fazia amizade com brasileiro, a gente se desprendia das inseguranças e se divertia. Foi assim em Londres, Firenze, Roma, Paris. Sinto falta do Brasil nesse sentido, sinto falta dos meus amigos.

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Quando fiz minhas malas e vim morar aqui na Italia trouxe na bagagem a responsabilidade de cuidar dos afazeres domésticos sozinha. Sempre fui limpinha, uma das coisas que mais gosto de fazer ate hoje é lavar roupa, me da um prazer gigante sentir o cheirinho de roupa limpa, nunca gostei de nada sujo mas, confesso que meu forte não é organização. E limpeza e organização são coisas completamente diferentes.

Não existe um manual, mesmo se preparando, lembrando de todos os conselhos que te foram dados é bem complicado issoae produção! Morar sozinha(o)(e) é um baita desafio e pra piorar você se torna responsável unanime da sua bagunça, SIM A CULPA E SUA! Eu que sempre tive alguém pra me ajudar, mesmo quando eu dizia “tudo eu nessa casa!” agora estou  não, eu mais um monte de coisa espalhada pela casa que não sei por onde começar.
Sempre existiu um ser iluminado (minha mãe a Nanda ou a Dina maravilhosa). Hoje eu admito eu sou uma bagunceira, dessas incorrigíveis. Juro  tentei de tudo! Meu armario fica organizado acho que por 2 dias. Eu nao sei como as coisas saem dessa forma do meu controle.

Ou seja, morar sozinha + ser bagunceira = desastre da terra. Estou em um processo de transformação, faz parte da minha nova vida. Como uma das minhas metas para 2016 é ser mais organizada separei dicas para ajudar você no seu cantinho que como eu, se encontrava na sua bagunça e agora, nao mais. Calma migue nem tudo esta perdido:

 photo caosarrumado_zpschp2q7er.jpg

Guarda-roupa :
Normalmente eu passo mais tempo travando uma batalha para encontrar a roupa que vou usar do que pensando no que vou usar! Minha mãe sempre foi ótima nisso, ate hoje ela brinca que se não fosse professora, ia trabalhar pra arrumar o armario dos outros, infelizmente eu não sou dotada do dom dela, porem listei algumas falas dela e tenho posto em pratica, e adivinhem TEM FACILITADO PRA CARAMBA! A primeira coisa que eu faço é jogar tudo em cima da cama, tem gente (minha mãe) que diz isso que ta errado, mas o fato é que não, com as roupas em cima da minha cama eu não posso dormir, viu? Rola uma certa pressão ai. Depois começo a separar o que é de pendurar: coisas que costumo usar sempre e o que e de dobrar: como o trabalho é maior prefiro na pressa nem tocar. O que for de pendurar eu  resolvo logo, costumo pendurar casacos, vestidos, calças e blusinhas, mas sempre uma peça em cada cabide, investir nisso é investir em organização e em visibilidade.  as malhas, trico, saias e shorts costumo dobrar. Uma dica muito boa é valida para lingerie é dividir a gaveta para ter tudo separadinho.
#FAZEROBEM aproveita que esta arrumando tudo e veja o que vai doar.

 photo penteadeiracaosarrumado_zpssp2bvkcb.jpg

Maquiagem:
Provavelmente a única coisa que tenha sido organizada na vida, por que sempre paguei muito caro e tenho do do meu dinheiro.
Eu costumo deixar os pinceis em canecas que ainda decoram o lugar, as sombras pequenas em uma caixinha, os quartetos em outras, produtos de pele líquidos e corretivos em cima da penteadeira, os batons em divisorias apropriadas que paguei $5,00 reais na 25 de março. Para a chapinha e babyliss, use os suportes de apoio de toalha para pendurar eles.

 photo 11836135ea56dd9b507c8ef6afea3a9c_zpsxojrwtdw.jpg

Bijuterias:
Nunca encontra o par daquele brinco, tem dois colares que estão em uma relacionamento serio e você não consegue separar um do outro. A dica vai para divisorias pequenas onde fique cada um em seu cantinho, sem essa de se juntar.

Objetos:

Se você costuma chegar e jogar a chave por ai, sabe do desespero de estar atrasada e não encontrar a benedita, ou então, estar naquela conversa mega interessante e o celular avisar 3% de bateria, o tempo preciso de ser posto no carregador e adivinha anões mágicos sequestraram o carregador (é acreditar nisso ou que você perdeu, como os outros quatro que comprou). A dica fica em fazer nichos com etiquetas para saber exatamente onde você deve jogar suas chaves. Assim sempre encontra.

Arrumar ja arrumei, meu desafio agora é manter!

 

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.

Ate por que eu creio que já te contaram tudo! E mesmo assim você tinha expectativas muito diferentes da atual situação. Eu não sei vocês mas quando eu vim para a Italia, achava que morar sozinha, na minha mais doce ingenuidade e ilusão, seria um desfrute total: jantares com os amigos, controle total do meu dinheiro, liberdade para fazer o que quero. Mas ai a ficha cai e sabe de nada inocente! E tudo muito diverso do que voce tinha planejado.

 

Expectativa: FUN FUN FUN X Realidade: Você precisa lavar sua roupa!

 photo 2014-11-19-new-girl3_zps0lftfuge.gif

Se imaginava que aos finais de semana so voltaria para casa no domingo, cheia de historias para contar, fotos no instagram postadas, piadas internas com seus amigos, bom meu caro, a realidade é bem mais cruel. Normalmente se você vai morar sozinha(e)(o) não vai ter ninguém para te ajudar durante a semana, e, o trabalho, o estudo consomem todo o seu tempo, tudo a sua volta vai acumular, e uma delas é sua roupa. Imagine roupas de uma semana prontas para ser lavadas, o banheiro precisa ser limpo por que a privada não vai se limpar sozinha. O seu final de semana sera dedicado a limpar toda sua casa, faxinas pesadas mesmo.

Expectativa: Casa nova roupa nova X Realidade: podem sim cortar sua luz.

O dinheiro que ganhava que parecia ser suficiente para suprir suas necessidades, seus roles e roupas novas, agora nem tanto, voce vai precisar se controlar e planejar muito. O dinheiro que voce ganha deve durar um mês inteiro. Você tem que sobreviver migo, e a menos que se organize quanto a isso, adivinha só se ta ferrado.

Expectativa: Nutella hoje, Nutella amanha, Nutella sempre! X Realidade: Queria arroz e feijão.

 photo tumblr_m31kqsirRI1qczq24o1_500_zpspxxfyd7f.gif

Quando vim pra Italia não sabia cozinhar N A D A, e com duas semanas e meia eu  não suportava mais macarrão, risoto pronto ou qualquer comida congelada, e pra piorar, como estou em outro pais algumas coisas nao tem o mesmo gosto de casa, e queri, tu vai sentir falta do feijão da sua , do tempero da sua mãe, do risoto (que não é pronto) do seu sogro. Você ate pode comer todas as gostosuras, mas vai chegar um ponto que pizza não te sustenta mais. Normalmente você engorda muito, dai emagrece muito. Alem de você ter que aprender a cozinhar você precisa aprender a se lembrar de ir no mercado e comprar aquilo que você vai consumir, por que se não estraga, e desperdício hoje pra ti conta mais, é teu dinheiro que ta indo pro lixo.  Você precisa aprender a cozinhar, economizar e usar aquilo que compra. (Isso que nem falo sobre a falta que faz a comida Brasuca aqui)

Expectativa: Não sou bagunceiro X Realidade: você é sim poxa!

Se você for como eu no começo não vai se importar de perder as coisas na bagunça, e as vezes vai fingir que a louça da pia não existe, mas acredite, parece que uma bagunça contamina a outra e tudo aquilo se multiplica. Você precisara ser mais organizado e pontual com seus afasares para não ter muito o que fazer no fim de semana (por que tem coisa que  da pra fazer no fim de semana), separar 30 minutos do seu dia para arrumar a casa  auxilia bastante e alivia um pouco. Com essa responsabilidade duvido muito também que você querer dar festas, serio, não vai, você quem limpa tudo sozinho depois.

 

Expectativa: Finalmente  X Realidade: O silencio é cruel

 photo 8611b82203988959565bae0ea8a543bc_zpszyujalow.gif

Uma das coisas que venho ainda aprendendo a lidar é com a solidão. Nesse ultimo mês minha família veio passar as ferias aqui e foi mais doloroso do que imaginava ver a porta de casa fechar e não embarcar com eles. Foi a primeira vez que fiquei em casa e os vi partir, e isso é muito doloroso. Dói muito mesmo se você é apegada a sua famílianão  de sangue mas de coração, seus amigos mais íntimos, as pessoas a sua volta. Não existe como se desapegar daquilo que nos faz bem, que nos influencia como pessoa e por ser impossível esse desapego toda partido é muito forte e piora se você mora em outro pais de uma cultura muito mais fria e reservada. Se você mora em outro estado ainda sim é mais fácil passar um final de semana, um feriado com aqueles que te fazem bem, agora se nao, no máximo um skype se o fuso ajudar. Saudade é uma coisa louca que desgasta muito a gente. Ainda não aprendi a lidar com a solidão, tem dias que não me importo que a acolho como amiga e tem dias que choro desesperadamente. Morro de medo de dormir sozinha, a luz da sala ta sempre acesa, não assisto nada de zombie ou de terror eu sou toda cagona, odeio comer sozinha na mesa e ninguem vai te levar a toalha caso esqueça. Preciso urgente aprender a lidar com a solidão.

Por fim é isso, se você leu esse post e mora sozinha(o)(e) ou pensa em morar, conta pra mim aqui nos comentarios (:

 

não esquece de curtir o caos no facebook e seguir no instagram @fialhogi , assim você fica sempre fica atualizado nas novidades.

Gi, tem 22 outonos, fez as malas e foi morar sozinha em outro pais. Paulista, adora descobrir novos lugares em São Paulo e criar listas com o namorado (que mora no Brasil) vegetariana, apaixonada por tudo que é lúdico, exótico, doce e colorido.
Theme developed by Difluir - http://themes.difluir.com