Rimini | Uma história de amor proibido e um templo pagão

inventando moda & carimbando passaportes

VIAGEM

Rimini | Uma história de amor proibido e um templo pagão

, por fialhogi

Rimini tem uma história que mistura intrigas pelo poder, amores proibidos e uma igreja pagã. Juro para vocês as vezes é mais legal que Game of Thrones.

Assim como em Cesena a família que comandava tudo eram os Malatestas que em uma tradução livre quer dizer mal da cabeça, os doidões do pedaço, sangue nos olhos. Todos eles eram conhecidos por suas conquistas nas cruzadas que sempre envolviam muitas mortes e tortura.

Ninguém queria encrenca com os Malatestas, normalmente eles eram chamados para trabalhos que envolviam força bruta, e foi assim que de geração em geração eles cresciam até tornar Rimini uma cidade muito rica “ishalá muito ouro”.

Sigismondo Malatesta era um amante da arte, da ciência e das estrelas. O cara tinha aquela confiança que todo homem rico, branco e hétero costuma ter, só que potencializada por ser um senhor feudal muito poderoso na região.

Resumindo muito a história, ele era casado mas se apaixonou no por Isotta quando ela ainda tinha 11 anos!  Sigismondo resolveu que ia se separar e em seguida se casaria com Isotta. Claro que a Igreja não aprovou e esse foi o início de uma sequência de más decisões que levaram as ruínas de Rimini.

Por fim eles se casaram quando ela ainda tinha 13 anos, e nessa mesma época Sigismondo Malatesta resolveu iniciar a construção de uma “igreja” que: TEMPLO MALATESTIANO.

Agora, meu caro leitor, pensa comigo, como uma igreja que deve ser o templo do Senhor pode ter o nome de uma família? Inicialmente seria dedicada a São Francisco de Assis.

No interior, durante as obras da Renascença, foi mantido em uma única sala, acrescentando alguns altares laterais profundos, emoldurados por arcos, em particular, os dois pilares de acesso de cada capela eram ricamente decorados, divididos em setores com relevos alegóricos ou narrativos.

São seis altares 3 de cada lado so que não são para exaltar qualquer divindade católica, as temáticas escolhidas por Sigismondo são todas pagã. Na verdade aquele é um templo que se cultua todos amores do senhor feudal.

DUOMO DI RIMINI - CAOS ARRUMADO DUOMO DI RIMINI - CAOS ARRUMADO

Do lado direito temos espaços dedicados a amante Isotta, inclusive seu túmulo e acima está esculpido uma manta de mármore e ouro que representava a proteção. Não importasse onde a amada estivesse, ela levaria essa cobertura como segurança.

Temos também altares que representam arte, astrologia que inclusive tem um leão no alto do arco, que era o signo dele. Temos um altar dedicado aos estudos da ciência. Ou seja, quase nada de católico. E esse foi o motivo que a Igreja rompeu com a família Malatesta. E sem o suporte do Vaticano para ir nas cruzadas Sigismondo faliu antes mesmo de terminar o templo.

roteiro de cesena – turismo pela cidade

Na segunda Guerra Mundial o espaço foi bombardeado e depois foi dedicado a freiras, que finalizaram as obras de forma muito singela e humilde e hoje em dia o Templo Malatestiano é conhecido como Duomo de Rimini.

Quero saber de vocês o que acharam? Gostam de post que contam um pouco mais sobre a Italia, alem do que ja sabemos nos livros de historia?

Comente!

Gi Fialho

Comente este post!